bench_7

O website @interval poeticamente narra sobre os espaços interpessoais, não apenas territórios a serem ocupados e defendidos, mas uma série de distâncias que elaboram e definem as interações entre os indivíduos. As pessoas circulam nas ruas da cidade em trajetórias paralelas, que sugerem um fluxo de existências sem qualquer relação; uma dinâmica temporal instalada pela congruência espacial de diferentes corporealidades. A proximidade física entre os transeuntes poderia sugerir uma aparente interação e cumplicidade, mas revela, no entanto não‐presenças. Esta justaposição de sincrônicas existências físicas contrapõe‐se por uma ausência de engajamento ou envolvimento e revela diferentes níveis de intenções. As imagens usadas procuram revelar a existência de um intervalo espacial, uma permanente distância entre as pessoas – um entre‐corpos que não se tocam. A proximidade desfigura e nada revela.

bodies_2